Total de visualizações de página

domingo, 29 de novembro de 2015

Rota do Café Verde revela roteiro da cafeicultura sustentável cearense no Maciço de Baturité

Museu Ferroviário de Baturité
Uma trilha que desmitifica e valoriza a verdadeira história de uma região serrana, visando o reconhecimento da cultura sustentável do café no estado do Ceará. Com essa premissa é possível definir um pouco sobre a Rota do Café Verde, um tour pelos principais pontos de produção do café sustentável no Maciço de Baturité.  

O projeto Café Verde foi desenvolvido pelo Sebrae Ceará, em parceria com as Prefeituras Municipais de Baturité, Mulungu, Guaramiranga e Pacoti. Na ocasião, o programa levou neste sábado (28/11) jornalistas e formadores de opinião para conhecer os equipamentos que integram o roteiro, dentre eles: o Museu Ferroviário de Baturité, Hotel Colonial, Mosteiro dos Jesuítas, Sitio São Roque, Pousada Le Rêve, Sitio São Luís e a cafeteria e cocholateria Chocoberry (Gota de Chocolate).

O superintendente do Sebrae Joaquim Cartaxo
Questionado sobre a elaboração da programação sustentável voltada para a biodiversidade do Maciço, o superintendente do Sebrae, Joaquim Cartaxo, ressaltou que uma das políticas disseminadas pela entidade é a sustentabilidade. “A Rota do Café é um projeto que está inserido dentro dessas políticas, da economia verde, e também inserido como uma contribuição para o desenvolvimento territorial da região, em especial, dos quatro municípios que participam da rota”, explicou.

A trilha é comtemplada por diversidade de destinos, com uma rica biodiversidade composta por mata atlântica e a produção de café de sombra, modo ecologicamente correto.


O blog Coluna Eco News, através de sua editora Ana Luzia Brito, teve a oportunidade de conferir o roteiro e indica aos seus leitores uma visita ao Maciço de Baturité, no intuito de valorizar e disseminar a cultura sustentável da produção do café, e principalmente, de preservar os recursos naturais daquela região. 



Café produzido pelo Mosteiro dos Jesuitas pronto para consumo.


Mosteiro dos Jesuítas (parte interna)

Mosteiro

Registro de jornalistas na entrada do Mosteiro dos Jesuítas




O proprietário do Sitio São Roque, Gerardo Farias, mostrando máquina de moer café em funcionamento. 



Ana Luzia Brito com família Farias do Sitio São Roque 

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Virou lei! Orgânicos são obrigatórios na merenda

foto: web
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou a Lei Municipal 16.140, que torna obrigatória a inclusão de alimentos orgânicos na merenda de todas as escolas públicas da capital paulista.

A medida, que foi debatida por dois anos na Câmara Municipal de São Paulo, antes de ser aprovada, pretende introduzir hábitos alimentares mais saudáveis na vida dos estudantes e, assim, influenciar diretamente em suasaúde.

“Produtos orgânicos são livres de agrotóxicos, em regra prejudiciais à saúde dos consumidores, especialmente em idade escolar, e podem trazer sequelas irreversíveis, se consumidos habitualmente, como é o caso da merenda escolar”, diz o texto do PL 451/2013, que culminou na criação da nova Lei.

Além disso, a ideia é que a nova medida ajude a fomentar (e, consequentemente, baratear) o consumo de orgânicos em São Paulo. Para tanto, a Lei deixa claro que o município deve comprar os alimentos, prioritariamente, de agricultores e empreendedores familiares da capital paulista.
Orgânicos

Orgânicos

Por ora, enquanto o preço dos orgânicos não cai, a nova Lei dá à Prefeitura autorização para gastar até 30% mais com a compra de alimentos para a merenda escolar. “É óbvio que não conseguiremos comprar orgânicos no mesmo preço que o alimento produzido em latifúndios. Por isso, é preciso de uma autorização legal para pagar um pouco a mais, ir introduzindo o alimento orgânico nas escolas e fazer com que as crianças fiquem mais saudáveis”, afirma Haddad em comunicado oficial divulgado pela Prefeitura.

A Lei Federal 11.947/2009, sobre alimentação escolar, já determina que 30% da verba que os municípios recebem do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação seja usada para a compra de alimentos provenientes da agricultura e empreendedorismo familiar, mas isso não garante que todas as escolas da rede pública tenham orgânicos em sua merenda, como prevê a nova Lei sancionada por Haddad. A medida deve entrar em vigor em, no máximo, 360 dias.

Uma boa iniciativa para ser adotada em todos os municípios do país?

Fonte: meioambienteRIO.com

Audiência Pública acontece no bairro Conjunto Esperança

Por iniciativa do vereador Deodato Ramalho, líder da bancada do PT, na próxima segunda-feira, 30, a Câmara Municipal de Fortaleza realiza uma audiência pública para discutir os problemas do Conjunto Esperança. A audiência vai contar com a presença de autoridades e da população em geral e acontecerá na Igreja Batista (rua 107, nº 251).

O bairro fica na regional V e enfrenta o abandono e o descaso do poder público. Os moradores não têm acesso a equipamentos de esporte e lazer. Mesmo a praça o que está sendo lentamente reformada pela Prefeitura para construção de uma quadra esportiva – por conta ainda da matriz de sustentabilidade da Copa do Mundo – conta com “donos” que aparecem como se fossem autores da obra, denunciam lideranças comunitárias locais.

A audiência também vai buscar soluções para a comunidade conhecida como “Beco da Morte”. Trata-se de uma área de risco com aproximadamente 300 famílias em situação de vulnerabilidade ambiental e de segurança.

Além dos recorrentes problemas de violência na área, moradores relatam a ocorrência de alagamentos, principalmente durante a quadra chuvosa, tornando o caso ainda mais dramático, por conta de prejuízos e riscos à saúde da população. Essa situação voltou a ocorrer desde o início da atual gestão, quando a limpeza do canal deixou de ocorrer.


Governador entrega material de pesca para Colônia de Pescadores do Pecém e Taíba

Foto da web: redes de pesca


Nesta sexta-feira (27), o governador Camilo Santana, entrega do material de pesca para a colônia de pescadores do Pecém e Taíba, às 11h30min, no Terminal Portuário do Pecém. Os kits, compostos de linha de nylon, redes, GPS, arames, dentre outros itens utilizados para as atividades dos pescadores.

O investimento da Companhia de Integração Portuária do Pecém (Cearáportos), vinculada à Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), ultrapassa os 120 mil reais e beneficiará cerca de 200 pescadores do distritos do município de São Gonçalo do Amarante. A aquisição e doação do material para a comunidade atende à uma das condicionantes estabelecidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente - Ibama, para que a obra de segunda expansão do Porto do Pecém fosse executada.

As obras de segunda expansão do porto, que incluem mais três berços e uma nova ponte de acesso já está com 70% de avanço. A última fase da obra está prevista para ser entregue em junho de 2017.


Porto do Pecém

O Terminal Portuário do Pecém, nos últimos anos vem se destancando tanto em âmbito nacional, como internacional. Por causa da sua infraestrutura diferenciada (profundidade, berços, equipamentos e área), Pecém hoje é um dos fortes candidatos a se tornar um HUB de cargas a nível nacional, principalmente após a ampliação do Canal do Panamá e a da construção do Canal da Nicarágua.


SOLENIDADE DE  ENTREGA DE MATERIAL DE PESCA PARA A COLÔNIA DE PESCADORES DO PECÉM E TAÍBA

Data: 27 de novembro

Horário: 11h30min
Local: Terminal Portuário do Pecém - Esplanada do Pecém, sn, Pecém



Fonte: Coordenadoria de Imprensa do Governo do CE

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Prefeitura de Fortaleza realiza educação ambiental de prevenção às queimadas


A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), realizará ação de educação ambiental de prevenção às queimadas e ao descarte inadequado de resíduos, nesta quinta-feira (26/11), das 8h30min às 11 horas, no bairro Sapiranga. Participarão da iniciativa técnicos da Coordenadoria de Políticas Ambientais e da Coordenadoria de Fiscalização do órgão.

A equipe fez o levantamento dos locais de maior incidência de queimadas a partir das denúncias recebidas pela ouvidoria da pasta. Assim, os técnicos promoverão visitas em imóveis do entorno com o objetivo de esclarecer a importância do descarte adequado de resíduos, com a disponibilização do lixo na calçada das casas apenas no dia e horário da coleta, e de não queimar os detritos quando eles se acumularem, pois a prática pode causar doenças graves nas pessoas que inalam a fumaça decorrente dele, como o câncer. A expectativa é evitar tanto a poluição atmosférica quanto a causada por resíduos. Ambas as poluições são caracterizadas como crime ambiental.

A Seuma já recebeu, por meio dos seus canais de denúncia, 420 reclamações de poluição atmosférica, em 2015. Desse total, 75 foram relacionadas a queimadas. Para denunciar, o cidadão pode utilizar o site do órgão: http://www.fortaleza.ce.gov.br/seuma/denuncia-virtual-0, em qualquer horário, ou o telefone (85) 3452.6923, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12 horas e das 13h às 17 horas.

Serviço
Ação de Educação Ambiental contra Descarte Inadequado de Resíduos e Queimadas

Data: 26/11 (quinta-feira)
Horário: 8h30 às 11 horas
Ponto de encontro: Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) - Av. Deputado Paulino Rocha, 1343 - Cajazeiras

Semace emite licença prévia para usinas solares em Acopiara e Guaraciaba do Norte


A empresa Ceará Energy Group Indústria de Painéis Fotovoltaicos Ltda recebeu licença prévia da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para duas usinas solares. Os documentos foram emitidos na manhã desta quarta-feira (25) e atestam a viabilidade ambiental dos empreendimentos. As usinas foram projetadas para os municípios de Acopiara e Guaraciaba do Norte, com capacidade para produzir 1 megawatt (MW) de energia cada.

As licenças concedidas para a empresa ainda não autorizam o início das obras e nenhuma intervenção nos terrenos. Para poder começar a construção, o empreendedor deverá solicitar à Semace as licenças de instalação (LI’s). Segundo o gestor ambiental da Superintendência e responsável por analisar os processos de licenciamento das usinas, Wilker Sales, ao solicitarem as LI’s os responsáveis deverão apresentar o Plano Básico Ambiental de cada uma contendo informações sobre a preservação de áreas protegidas e as ações de controle e mitigação dos impactos ambientais. Além disso, é necessário pedir à Semace, também, a autorização para supressão vegetal.

Os dois projetos são bastante parecidos. Ocuparão terrenos de aproximadamente 2,5 hectares (ha), onde deverão ser instalados 4.000 painéis solares por empreendimento. A estimativa é que a energia produzida em cada usina possa atender a demanda por volta de 500 residências. Toda a energia gerada será destinada ao sistema nacional de distribuição elétrica. Em Acopiara, fica localizada em uma área urbana, no Distrito Industrial da Vila Aroeiras. No município de Guaraciaba do Norte no distrito do Sítio Garrancho.

Energia limpa

A geração de energia elétrica é considerada uma atividade de utilidade pública. Nesse caso específico, a produção será dada através da incidência de raios solares, sendo considerada uma energia limpa por ser uma fonte renovável, com tecnologia difundida e apreciada a nível mundial, seguindo a linha de tendência no combate ao aquecimento global e suas consequências.

Por Fhilipe Augusto da Ascom da Semace

Limoeiro sedia 6ª audiência sobre Desenvolvimento Rural na sexta, 27


Vinte municípios da região do Vale do Jaguaribe discutem em audiência pública na próxima sexta-feira, 27 de novembro, a partir das 8 horas, na sede do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Limoeiro do Norte (Rua Cônego Bessa, 2381, Centro), o Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (DRSS) no Ceará.

A iniciativa é do deputado estadual Moisés Braz (PT), presidente da Comissão de Agropecuária da Assembleia Legislativa, que debate o tema nas oito macrorregiões de planejamento do Estado. As audiências já ocorreram em Sobral (região Norte), Crato (região do Cariri), Crateús (região Crateús/Inhamuns), Iguatu (Centro-Sul) e Quixeramobim (Sertão Central).

Para o deputado Moisés Braz, o objetivo das audiências é o fortalecimento da construção de um Modelo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, onde as políticas públicas considerem o acesso da população rural à terra, água, energia, crédito, assistência técnica, organização da produção e comercialização, "com os pressupostos da defesa e preservação dos recursos naturais e a redução da pobreza e desigualdade no campo". Segundo ele, as contribuições colhidas nas audiências estão sendo sistematizadas e serão entregues ao governador Camilo Santana como sugestões na execução de políticas, programas e projetos.

As audiências contam com a participação de entidades do movimento sindical, órgãos e instituições dos governos estadual e federal, Prefeituras, Câmaras Municipais, bancos de fomento, cooperativas e fóruns ligados à agropecuária cearense, entre outros.

Estarão presentes representantes dos municípios de Limoeiro do Norte, Fortim, Palhano, Aracati, Itaiçaba, Icapuí, Jaguaruana, Russas, Quixeré, Morada Nova, São João do Jaguaribe, Tabueiro do Norte, Jaguaretama, Alto Santo, Jaguaribara, Potiretama, Iracema, Jaguaribe, Pereiro e Ererê.

Entre as políticas públicas discutidas nas audiências, estão o Plano Safra da Agricultura Familiar; a Lei da Agricultura Familiar, a Política e o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater/Pronater) na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que articulam as ações de superação da fome com a geração de renda e incentivo à estruturação da produção da agricultura familiar para a comercialização são conquistas e avanços na busca do desenvolvimento rural sustentável e solidário em nosso pais.

Devem participar órgãos e entidades como as secretarias do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará (SDA), de Recursos Hídricos (SRH), de Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seapa), e Meio Ambiente (Sema), Ematerce, Idace, Adagri, Delegacia do MDA no CE, Embrapa, Incra, Conab, prefeituras e câmaras municipais, Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece), CUT-CE, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST/CE), Sindicatos dos Trabalhares e Trabalhadoras Rurais no Estado do Ceará, Instituto Agropolos do Ceará, União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado do Ceará (Unicafes-CE), Cooperativas, Banco do Brasil, BNB, Associação dos Agropecuaristas do Estado do Ceará, Rede Cearense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Rede Ater/CE), Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), Fórum Cearense pela Vida no Semiárido (Fcvsa), Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador (Cetra) e Cáritas Regional CE.

Qualidade de vida - Mercadinhos São Luiz e Nossa Fruta Brasil promovem ação especial para clientes da loja em Juazeiro do Norte


Oficina de Culinária Saudável será ministrada por Chef de cozinha do Senac que ensinará receitas práticas e nutritivas

A busca por uma alimentação mais saudável é uma preocupação cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Pesquisas mostram que o consumo de frutas pela população, por exemplo, está muito distante do recomendado pelos principais órgãos de saúde.

Com o objetivo de apresentar receitas práticas, saudáveis e gostosas para o dia a dia, a empresa de suco e polpas de frutas congeladas Nossa Fruta Brasil oferece aos clientes da loja Mercadinhos São Luiz de Juazeiro do Norte, uma Oficina de Culinária Saudável.

A Oficina será ministrada pela Chef de cozinha do Senac, Fernanda Mendes, que demonstrará receitas práticas e além de tudo saudáveis. Haverá degustação das receitas e produtos, além de entrega de kits especiais aos participantes. A Oficina será oferecida gratuitamente e acontecerá no próximo dia 28 (sábado), na loja Mercadinhos São Luiz de Juazeiro do Norte.

Vagas limitadas! Garanta a sua!

Serviço:
Oficina de Culinária Saudável
Data:  28 (sábado) de novembro, das 10h às 11h
Local:  Loja Mercadinhos São Luiz de Juazeiro do Norte (CE)
Av. Padre Cícero, 2555 - Cariri Shopping Triângulo, Juazeiro do Norte, CE
Especialista: Chef de cozinha, Fernanda Mendes,  consultora do SENAC
Inscrições: Diretamente na loja com o gerente local. Sujeito à disponibilidade de vaga.

Nossa Fruta Brasil

A Nossa Fruta Brasil é uma empresa de polpa e sucos de fruta, fundada em 2008 no interior do Ceará com intuito de desenvolver a região local e aumentar a renda familiar dos produtores através do incentivo a fruticultura.

Com a missão de produzir produtos saudáveis que proporcionem bem-estar e momentos prazerosos na vida dos consumidores, a Nossa Fruta acredita que pode melhorar a vida das pessoas por meio de projetos socialmente responsáveis e sustentáveis.

Prezando pela qualidade de seus produtos, a Nossa Fruta cuida das frutas com todo carinho desde a colheita até a entrega aos pontos de venda, garantindo que o melhor da fruta chegue até você consumidor. Presentes nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, conta com 11 sabores de polpas de frutas congeladas.


terça-feira, 24 de novembro de 2015

Reuso industrial da água é debatido em palestra promovida pela Semace

O engenheiro químico Osvaldo Dib

“A ideia é exatamente abrir a discussão de pontos que podem ser utilizados para dispormos mais de água no Ceará”, disse o engenheiro químico da multinacional GE Water & Process Technologies, Osvaldo Dib, em referência à metodologia aplicada em sua palestra sobre reuso industrial da água, realizada nesta terça-feira (24) na Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). Na ocasião, o palestrante discorreu sobre o assunto pontuando experiências implantadas pela empresa que representa: “Nosso objetivo não é vender nada, mas sim disseminar novas ideias que são aplicadas em outros países, como o caso da Califórnia que, diante da seca impôs racionamento pela primeira vez”, explicou.

Durante suas explanações, além do reuso industrial da água, Dib pontuou itens tais como capacidade hídrica de reservatórios, desperdício de água, tratamento de efluentes gerados por fontes poluidoras, processos químicos, energia, lixo e dessalinização. Ele destacou o papel da participação da comunidade para a conscientização das questões voltadas para o reuso. “A comunidade precisa participar. Cada uma tem peculiaridades que precisam ser respeitadas. Isso inclui a científica, de órgãos, dentre outras que precisam participar com ideias e críticas voltadas para soluções. O reuso é uma coisa que será realidade no futuro e temos que nos preparar para saber lidar com isso”, alertou.

Após sua apresentação, o momento foi aberto para esclarecimentos de dúvidas e debate sobre a temática em questão. Na oportunidade, técnicos da Semace, Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Companhia de Água e Esgoto do Estado, Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, Secretaria de Recursos Hídricos, Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos e Universidade Federal do Ceará estiveram presentes no evento e interagiram com o palestrante.

Encontro discute seca e questões do meio ambiente com especialistas de 36 países em Fortaleza

Com foco na atual crise hídrica do País e no temor de um possível colapso causado pela falta da água nos municípios cearenses, o Instituto Hidroambiental Águas do Brasil (IHAB) realiza até quarta-feira (25), no Centro de Eventos do Ceará, a VII edição do Encontro Intercontinental sobre a Natureza - O2. Com o tema “Sustentabilidade: práticas de segurança hídrica, alimentar, e economia no semiárido”, o evento, que teve início na ultima segunda (23), vai discutir soluções para questões relacionadas à segurança hídrica, alimentar, socioeconômica e ambiental, e o convívio em tempos de seca, que castiga o Ceará com o quarto ano consecutivo.

O evento é promovido pelo Instituto Hidroambiental Águas do Brasil (IHAB), uma organização não governamental sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). A programação é voltada para engenheiros, geólogos, geógrafos, agrônomos, pesquisadores, jornalistas, empresários, lideranças políticas, estudantes e interessados no assunto.

A sétima edição reunirá em Fortaleza, especialistas da África, Austrália, Alemanha, México, Chile, Canadá, Itália e de outros 29 países que irão participar de discussões, palestras, painéis e talk show.

A Seca está entre os principais assuntos em discussão na programação, já que a situação atual de todos os açudes do Ceará é a de menor reserva hídrica da década, segundo dados da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). Dos 156 açudes cearenses, 90% estão com o nível de armazenamento na casa dos 30% ou menos.

Para o organizador do evento, o geólogo Clodionor Araújo, o encontro tem o papel de conscientizar através de capacitação, oficinas, palestras que todos podem contribuir usando racionalmente apenas a quantidade necessária para a sua manutenção. “Mostrando claramente os exemplos de casos, como as pessoas vivem e utilizam os recursos naturais as pessoas se orientam. A natureza é única, a divisão de continentes é política, portanto, a natureza desconhece esta divisão e atua para atender a vida”, ressalta.

Evento para jornalistas

Os profissionais do jornalismo ambiental terão um espaço dedicado à comunicação. Juntos, eles irão compor o Encontro Intercontinental de Jornalistas Ambientais. A entrada dos profissionais de comunicação é gratuita.

Além do Ceará, profissionais de Manaus, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, devem participar do encontro. Os profissionais de Fortaleza e demais regiões do interior podem se inscrever e conferir a programação no site www.ihab.org.br/o2015.

Compõe a programação a apresentação trabalhos desenvolvidos por pesquisadores e estudantes ligados a área de sustentabilidade, biodiversidade e recursos hídricos. A apresentação dos trabalhos acontece através de revezamento entre os três dias.

Programação do O2
www.ihab.org.br/o2015.                      

Serviço: Encontro Intercontinental sobre a Natureza – O2
Data: De 21 a 25 de novembro de 2015
Horário: de 14 às 21h
Local: Centro de Eventos, Av. Washington Soares, 1141, Água Fria.

Informações:
www.ihab.org.br/o2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Prefeitura de Fortaleza realiza Operação "Ambiente Seguro, Diversão Garantida"

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), inicia nesta terça-feira (24/11), a partir das 9 horas, a segunda etapa da Operação "Ambiente Seguro, Diversão Garantida 2015". A ação terá início na Regional III e seguirá para todas as demais regionais de Fortaleza, com conclusão prevista para o dia 4 de dezembro. 

O objetivo da Operação é verificar a regularidade documental de restaurantes, bares, boates, motéis, casas de shows e demais ambientes de entretenimento, em todas as Secretarias Regionais. Os fiscais solicitarão as licenças e alvarás, avaliando se há a necessidade de notificações por algum de tipo de poluição, ausência de autorização ou certificado.

A mobilização é realizada duas vezes por ano, em períodos que antecedem as férias, quando o movimento em locais de entretenimento aumenta. Com isso, a Prefeitura de Fortaleza garante a segurança de quem frequenta espaços de diversão e lazer, evitando tragédias como a causada pelo incêndio da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul, quando centenas de jovens morreram pela ausência de estrutura na casa noturna.

Na primeira etapa da Operação, realizada de 4 de maio a 3 de junho deste ano, 109 estabelecimentos foram fiscalizados, tendo sido lavrados 206 autos de constatação/ notificações e realizadas 74 apreensões de equipamentos sonoros que funcionavam de forma irregular.


Serviço
Operação Ambiente Seguro, Diversão Garantida
Dia: 24 de novembro (terça-feira)
Horário: 9 horas
Ponto de encontro: Secretaria Regional III (Av. Jovita Feitosa, 1264 - Parquelândia)

ROTA DO CAFÉ VERDE É LANÇADA DURANTE O VIVA GUARÁ 2015


Opção turística na serra de Baturité do Ceará é voltada para apreciadores de gastronomia, arquitetura, história e meio ambiente

A Rota do Café Verde, que consiste em um tour pelos principais pontos de produção do café sustentável da Serra em Baturité, Mulungu, Guaramiranga e Pacoti, será lançada durante o Viva Guará 2015, que acontece de 27 a 29 de novembro em Guaramiranga. A rota é uma ação turística do Programa Café Verde, desenvolvido pelo SEBRAE Ceará,que visa ao desenvolvimento sustentável da cafeicultura local.

A partir do segundo dia do Viva Guará as visitações da Rota do Café Verde serão disponibilizadas em cinco opções de itinerários. Os participantes poderão optar por saídas a partir de Baturité ou Guaramiranga, realizando o passeio numa tarde ou o Day Tour. Visando ao desenvolvimento do turismo sustentável em toda região, pousadas, hotéis e restaurantes oferecerão preços especiais aos turistas da rota.

Nos caminhos e itinerários da Rota do Café Verde,os visitantes poderão conhecer plantações de café em meio a vestígios da Mata Atlântica, assim como os processos de torra e moagem de grãos, circundados pelas belas fachadas originais de casarões centenários, num verdadeiro resgate da história do Ciclo do Café no Maciço de Baturité. Tudo isso entre boas conversas com as antigas famílias produtoras em seus jardins repletos de flores e pássaros, além da oportunidade de degustar doces de frutas, um tradicional bolo de café, além de conhecer e comprar outros produtos orgânicos da localidade.

A rota integra o Programa Café Verde, que o SEBRAE Ceará promove desde 2013 para o desenvolvimento sustentável da cafeicultura local através de ações que procuram garantir a recuperação e a conservação dos recursos naturais, a valorização da identidade cultural, do patrimônio histórico e de modelos sustentáveis de produção. O objetivo é a melhoria da qualidade de vida em harmonia e equilíbrio ambiental,contribuindo ainda para o fortalecimento das organizações produtivas em toda a região.


Programação Viva Guará 2015

Estrategicamente programado para o lançamento da Rota do Café Verde, o Viva Guará inicia no dia 27 de novembro com o III Workshop de Turismo Sustentável, no Hotel Vale das Nuvens em Guaramiranga, a partir das 13h, cujo tema abordado é “Hotelaria Essencial e Sustentável”, tendo participação do Gestor de Qualidade e Sustentabilidade, Rodolfo Oliveira, da Vert Hotéis (MG), que resgatou o conceito de hotel essencial e práticas sustentáveis em sua rede. Na oportunidade, Isabella Ricci - que foi idealizadora da Rota do Ouro em Ouro Preto (MG) e hoje atua como facilitadora da implantação do Fórum de Turismo Sustentável do Maciço de Baturité – também demonstrará como a conservação do ambiente natural, sustentabilidade, gestão responsável e programas turísticos devem estar associados para o desenvolvimento da região.

Durante os dias 28 e 29 de novembro, na praça principal de Guaramiranga, grupos de teatro locais recepcionarão os turistas da Rota do Café Verde, que serão recebidos por “personagens” devidamente caracterizados com trajes de época e na ambientação de cenas cotidianas, que remetem ao início da produção do café na serra, nos idos do século XIX, convidando a todos para entrarem no clima temático e histórico. No mesmo local, das 19h às 21h, acontecem oficinas temáticas gratuitas. A primeira oficina, ministrada pelo barista Márcio Costa, fala sobre o produto e dá dicas essenciais, como por exemplo, a forma de extrair do café o seu melhor sabor. A programação segue então, com as oficinas de como elaborar drinks e sobremesas à base de café.
               
O Viva Guará oferece ainda outras atividades e atrações diversas para envolver a população e os turistas nesse período, incluindo um festival de gastronomia. Durante o evento, os restaurantes Sabor Natural, Basílico, Confraria, La Taberna, Bodega do Astelio, Macário, Café com Flores, Hoffbräuhaus e Studio 70apresentarão menus especiais com paella, frutos do mar, fondue, escargot, massas e risotos, além da culinária regional, prometendo valores promocionais.

                “A nossa participação no Viva Guará esse ano, evento que promove anualmente uma imersão nas potencialidades da Serra de Baturité para o fomento do Turismo Sustentável, tem como objetivo compartilhar com as comunidades locais e visitantes os resultados das ações de integração e qualificação no setor de produção do café verde, capaz de provocar um impacto ambiental e socioeconômico relevantemente positivo para toda a região”, destaca Fabiana Gizele, articuladora do escritório regional do SEBRAE Ceará no Maciço de Baturité.

PRINCIPAIS PONTOS DA ROTA DO CAFÉ VERDE:

MUSEU DE BATURITÉ – RFFSA
O Prédio da antiga Estação Ferroviária de Baturité abriga o Museu Municipal com acervo pertencente aos trens e ao complexo ferroviário e ainda mobiliário e objetos das antigas residências da Região que remontam o contexto histórico social do início do Século XX. Comemorando o lançamento da rota, a Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA) também traz uma exposição itinerante do seu Centro Cultural.

FAZENDA CARIDADE E OS JESUÍTAS
No local, os visitantes têm a oportunidade de conhecer uma edificação religiosa majestosa com vista panorâmica do Maciço de Baturité, além de avistar a Fazenda Caridade, um verdadeiro cartão postal do plantio do café sombreado. Pela sua importância para a região, esse ganha uma exposição permanente e pode ser adquirido na lojinha do Café do Mosteiro.

SÍTIO ÁGUAS FINAS
Onde os visitantes começam, então, a percorrer os cafezais de sombra da Serra. Pela trilha, será revelada toda a história das primeiras mudas que aqui chegaram até seu atual processo de revitalização, além do contato com a fauna e a flora local. No sítio, se produz o Café Guará pelas mãos da tradicional Família Uchôa.

SÍTIO SÃO ROQUE
Jardins, pássaros e um casarão autêntico ladeado pela capela em homenagem a São Roque compõem o cenário que os visitantes encontram ao chegar na propriedade São Roque, que data de 1813, e conta ainda com um terreiro – chamado de faxina – onde o café era posto pra secar. Há quase um século no cultivo do café, o proprietário Gerardo Farias, recebe os visitantes contando sua jornada na preservação do meio ambiente com centenas de pés de café em meio às ingazeiras. Um dos talentos do São Roque é Marcinha, craque nos doces mexidos no tacho mexido e no fogão à lenha, feitos com as frutas do sítio.

SÍTIO FLORESTA
No Floresta, o passeio irá mostrar todas as etapas do processo de beneficiamento do café de sombra. Desde o banco de mudas, passando pela piladeira até a torra de grãos. O sítio produz uma linha de produtos naturais, É jóia, derivados do café e da banana. O anfitrião é o proprietário João Caracas, que também é de família tradicional e entende tudo de café.

SÍTIO SÃO LUIS
Erguido pelas mãos de arquitetos holandeses, o casarão se tornou exemplar único na região com suas arcadas imponentes que guardam toda história das famílias pioneiras do cultivo do café. É cercado por uma mata sem igual numa paisagem que já foi cenário de vários filmes. Portas, azulejos, pinturas, móveis e uma cozinha que remontam os tempos áureos do Ciclo do Café. A proprietária Cláudia Góes revela essa trajetória e convida os visitantes para provar do famoso bolo de café, de receita centenária.

SERVIÇO
VIVA GUARÁ 2015
Dias: De 27 a 29/11
Local: Guaramiranga
Workshop: Inscrições gratuitas. 50 vagas.
Infos: (85) 3347.1570

ROTA DO CAFÉ VERDE NO VIVA GUARÁ
Dias: 28 e 29 de novembro 2015
Horários: Meio período ou Day Tour
Saída em Baturité ou Guaramiranga
Grátis*
Infos: (85) 3347.1570/ https://www.facebook.com/cafeverdedoceara
* A rota será franqueada durante o lançamento, somente serão cobrados serviços opcionais. Após o período, os valores para Meio período é de R$ 40 e de R$ 60 para o Day Tour.


Informações para a imprensa:
Divulga Ação Assessoria de Comunicação
Helena Félix, Kiko Bloc-Boris, Isabelle Vieira e Ana Peyroton
(85) 3458.1235 | (85) 99821.9001
imprensa@divulgaacao.com

Sindiverde e Câmara Setorial apresentam primeiro planejamento estratégico do setor da Reciclagem em reunião na FIEC

Trezentas empresas de reciclagem no Ceará movimentam anualmente R$ 600 milhões de reais. A maioria, em torno de 97% são micro e pequenas empresas, e geram 4 mil empregos. Porém, só aproveitam 25% dos resíduos sólidos. 55% desses resídios sólidos têm destinação errada no Ceará. Ou seja, existe um grande potencial de negócios a ser explorado e investido no setor de reciclagem no Estado. A fim de gerar novos negócios e gerar mais renda e emprego no Ceará, a Câmara Setorial de Reciclagem na Adece, com apoio do Sistema FIEC, do Sindverde, com o patrocínio do Sebrae, finalizou agenda com o planejamento estratégico do setor no Ceará. Detalhes do documento foram apresentados em reunião na última sexta-feira, 20/11, na sede da FIEC, em Fortaleza. 

Pelo consultor Francílio Dourado, com a presença da secretária de Desenvolvimento Econômico do Ceará, Nicolle Barbosa, e de membros da Câmara, entre eles, o presidente do Sindiverde, Marcos Albuquerque. O consultor mostrou números do setor no Brasil e no Ceará e listou as forças, fraquezas que possam se transformar em oportunidades. O objetivo é alcançar um novo patamar de competitividade do setor de reciclagem o Estado. Além da agenda, o Sindverde espera contribuir ainda mais com o ramo no Ceará com a conclusão  do censo setorial até o início de 2016.

De acordo com a presidente da Câmara Setorial da Reciclagem do Ceará, Lyvia Kirov, a agenda é o sonho realizado por todos e vai ser o primeiro planejamento do setor no Estado. " É um presente e vamos colocar o setor de reciclagem para crescer", comemora.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Nicolle Barbosa, fez questão de vir acompanhar a apresentação da agenda e esclareceu que esse é o sexto planejamento estratégico setorial feito na sua gestão à frente da Adece. Disse que o Estado recebe a agenda com muita alegria e comprometeu-se em ajudar. Revelou que existe um grupo de trabalho e ação sobre o assunto reciclagem e que promete potencializá-lo a partir de 2016. "Fico empolgada quando vejo o planejamento estratégico de um setor. É uma maneira de conhecer bem esse ramo e saber como desenvolvê-lo. O de Reciclagem está na crista da onda sobretudo com relação ao aproveitamento dos resíduos sólidos. Para mim, ainda é um tema novo", ressalta.

O Sistema FIEC, o Sindiverde e o Sunduscon Ceará compõem a Câmara Setorial de Reciclagem da Adece.
 

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Sema coordena Dia Nacional de Limpeza de praias, rios, lagos e lagoas


A Secretaria do Meio Ambiente, em parceria com municípios, escolas, ONG's e setor privado vai coordenar o Dia Nacional de Limpeza de Praias, Rios, Lagos e Lagoas no período entre 27 e 29 de novembro. A ação foi criada pela Rede Nacional de Educadores Ambientais durante a Conferência Internacional Eco-92. No estado do Ceará, desde 1993, o Governo realiza uma campanha educativa nas áreas do entorno dos recursos hídricos, sobretudo aqueles localizados nas unidades de Conservação.


O principal objetivo é sensibilizar a população para a proteção dos recursos hídricos como bem fundamental para a vida, tanto por sua função ecológica, como pela manutenção de espaços públicos de lazer e de contato com a natureza. Esta campanha educativa tem como princípio a participação e o engajamento da sociedade para o cuidado com o meio ambiente.


Neste ano, cerca de 17 Unidades de Conservação Estaduais, que são geridas pela SEMA, além do município de Barroquinha, realizarão atividades de educação ambiental, como palestras e rodas de conversa, seguidas de ações de limpeza e conscientização da população que utiliza os recursos hídricos para os diversos fins.



Todos os resíduos serão coletados por tipo, com separação dos recicláveis e dos orgânicos, contribuindo assim para difundir a coleta seletiva como uma prática diária. O secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, estará presente nas ações realizadas no Parque Estadual da Risca do Meio, com palestra e limpeza na Beira Mar, e na APA da Lagoa do Uruaú e Monumento das Falésias, em Beberibe.



Confira abaixo a programação da SEMA:



UNIDADE DE CONSERVAÇÃO / MUNICÍPIO
AÇÃO / DATA
APA da Lagoa de Jijoca / Jijoca de Jericoacoara e Cruz
28/11 – Limpeza na Lagoa de Jijoca e Lagoa do Paraíso
29/11 - Limpeza na Lagoa da Caiçara, Lagoa Azul, Pedra Furada, Duna do Pôr-do-sol e Preá
Parque Estadual da Pedra da Risca do Meio / Fortaleza*
28/11 – Palestra e limpeza na Beira-Mar
APA da Lagoa do Uruau e Monumento Natural das Falésias de Beberibe*
28/11 – Limpeza na Praia do Uruau
29/11 – Limpeza na Praia do Morro Branco*
ARIE das Águas Emendadas dos Inhamuns / Tauá e Independência
28/11 – Limpeza no Rio Trici
29/11 – Limpeza no Riacho Cupim
Parque Estadual Sítio Fundão / Crato
27/11 – Roda de Conversa no Sítio Fundão
29/11 – Limpeza do Rio Batateiras / Área do entorno do Parque Estadual Sítio Fundão
30/11 - Limpeza do Rio Batateiras / Área interna do Parque Estadual Sítio Fundão
APA da Serra de Baturité
27/11 – Limpeza do Rio Aracoiaba (Baturité)
28/11 – Limpeza do Rio Pacoti
APA do Estuário do Rio Pacoti / Eusébio e Aquiraz
26/11 – Palestras nas escolas de Eusébio
27/11 – Palestras nas escolas de Aquiraz
Monumento Natural dos Monólitos de Quixadá
27 e 28/11 – Blitz educativa e Limpeza do Açude do Cedro
Parque Estadual Botânico / Caucaia
27/11 – Limpeza da Lagoa do Itambé
APA do Lagamar do Cauípe, APA do Pecém e Estação Ecológica do Pecém / Caucaia e São Gonçalo do Amarante
26/11 – Limpeza na Cristalinas e Barras do Cauípe (Caucaia)
27/11 – Limpeza da Trilha Pedra Encantada (Caucaia)
28/11 – Limpeza na Praia do Pecém (São Gonçalo do Amarante)
APA do Estuário do Rio Mundaú, APA das Dunas da Lagoinha, APA do Estuário do Rio Curu e APA das Dunas de Paracuru / Paraipaba e Paracuru

24/11 – Palestra na Escola Abigail Sampaio
25/11 - Limpeza na Orla, Limpeza no Rio Curu, Estuário do Rio Curu, Riacho Boca do Poço e Lagoa Grande (Paracuru)
26/11 - Limpeza na Praia da Lagoinha


Fonte: Ascom da Sema

Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar será entregue no dia 24 de novembro em cerimônia na Praça Verde do Dragão do Mar


Reforçando o propósito de incentivar o investimento em projetos ambientais para as empresas do setor, a Fetrans - Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará Piauí e Maranhão promove juntamente com o Sest Senat Fortaleza – Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, pelo décimo terceiro ano consecutivo a entrega do Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar 2015, no dia 24 de novembro (terça-feira), às 17 horas, na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. A solenidade contará com a presença de Diretores, empresários, personalidades do setor e trabalhadores das 27 empresas de transporte de passageiros e de cargas concorrentes ao prêmio e que apresentam diversas iniciativas em prol da valorização e preservação do meio ambiente.

O Prêmio busca reconhecer as empresas que mobilizam suas equipes e que investem em projetos ambientais nas suas garagens e nas comunidades onde atuam, transcendendo o aspecto econômico e mostrando à sociedade que a preocupação com a causa ambiental é algo que pode e deve ser trabalhado por todos os setores. O público presente poderá conferir ainda a apresentação das crianças da Expresso Guanabara, com a interpretação da peça “A Missão de Alice”, de autoria de Berenice Adams e Marina Strachman e adaptação da Escola Paulo Ayrton.

Dentre as 27 empresas inscritas para o Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar versão 2015, 18 são empresas de transporte de passageiros e 09 de transporte de cargas. O período de avaliação dos veículos se deu de janeiro à setembro de 2015.

Além do troféu principal às empresas vencedoras, a premiação contempla também outros reconhecimentos, como o Certificado de Qualidade Empresa 100% às empresas com frota totalmente aprovada pelo Programa Despoluir e que não tiveram nenhuma multa aplicada pelos órgãos fiscalizadores ambientais e o Troféu Destaque Ambiental, entregue a personalidades ou instituições cujas ações contribuem para um meio ambiente saudável. Nesta edição, a homenageada com o Troféu Destaque Ambiental é Tâmara Freitas Aragão Lopes, socióloga com experiência em gestão pública e uma das fundadoras da Célula de Controle da Poluição Atmosférica da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), de onde hoje é gerente e vem trilhando um caminho sólido na área de Tecnologia e Gestão Ambiental, cursando ainda um Mestrado sobre Poluição Atmosférica.

Sobre o Despoluir

A Federação dos Transportes coordena desde 1997 o programa ambiental do transporte, o Despoluir, que tem como objetivo promover o uso racional de combustível e a redução de emissões no setor de transporte. A equipe do programa realiza inspeções veiculares periódicas nos veículos das frotas das empresas do Ceará, Piauí e Maranhão. Além de orientar sobre a qualidade do óleo diesel e realizar palestras sobre condução econômica e meio ambiente.  

Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar – Versão 2015 - Fortaleza
Local: Praça Verde do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Data: 24 de novembro (terça-feira)
Hora: 17 horas

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Plano de Arborização de Fortaleza é selecionado para Conferência do Clima das Nações Unidas

O Plano de Arborização de Fortaleza foi selecionado, entre projetos do mundo inteiro, para ser apresentado durante a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP 21), que ocorrerá de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2015, em Paris, na França.

O Programa é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza que objetiva plantar 35 mil árvores na Capital cearense até 2016. Até agora, mais de 25 mil plantios foram realizados. Além disso, 22 parques foram criados/regulamentados, a exemplo do Parque Rachel de Queiroz e Parque Lagoa da Viúva, aumentando a cobertura arbórea de 4m² para 8m² por habitante.

A participação de Fortaleza na COP 21 se deu por convite do ICLEI, a principal Associação Mundial de Governos Locais e Subnacionais dedicados ao desenvolvimento sustentável, ligada à Organização das Nações Unidas (ONU). A presença de Fortaleza no encontro mundial sobre o clima será dentro do Programa de Ações Transformadoras (TAP) que, lançado e gerido pelo ICLEI, é o resultado de um esforço efetivado por redes de governos locais, estaduais e municipais para melhorar o acesso ao capital existente para as cidades, maximizando o investimento em baixo carbono e processos de desenvolvimento e governança urbana resistente às alterações climáticas.

Com o apoio do ICLEI, o prefeito Roberto Cláudio elaborou e apresentou a Política de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono e o primeiro Inventário de Gases do Efeito Estufa (GEE). Além disso, assinou o Compacto de Prefeitos, um documento do qual participam cidades do mundo inteiro, com o compromisso de desenvolver ações para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Desde 2013, Fortaleza adota medidas para mitigar a ação humana sobre o clima, com plantios, além de estímulo à adoção de bicicletas e transporte coletivo como alternativa ao uso de carros individuais.

Na COP 21, os países participantes irão, pela primeira vez em mais de 20 anos, negociar um acordo juridicamente vinculativo e universal sobre o clima, com o objetivo de manter o aquecimento global abaixo dos 2°C. Este será o maior encontro da Organização das Nações Unidas (ONU) já realizado fora da sua sede.

Lançado edital para Doutorado Interinstitucional em Desenvolvimento Sustentável UnB/UFCA

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) informa a abertura do Edital para o processo de seleção de candidatos ao Curso de Doutorado Interinstitucional em Desenvolvimento Sustentável (DINTER-UFCA/UnB), para turma de ingressantes no primeiro semestre de 2016. As inscrições ocorrem no período de 16 de novembro a 14 de janeiro e deverão ser realizadas na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional Sustentável – PRODER Bloco III, Piso Inferior, sala 97, Avenida Tenente Raimundo Rocha S/N, Bairro, Cidade Universitária, CEP 63040-360 Juazeiro do Norte- Ceará.

Serão ofertadas 15 vagas, selecionadas entre os servidores técnico-administrativos e professores efetivos da Universidade Federal do Cariri, uma vez que o objetivo do DINTER é possibilitar que o corpo docente e técnico-administrativos possam se qualificar sem a necessidade de se deslocar da região em que vive, num doutorado de alto nível.

Outro  propósito é fomentar a pós-graduação e a pesquisa em universidades novas, como a UFCA - “uma forma mais intensiva para a qualificação de quadros com a formação de docentes para nucleação de novos programas de pós-graduação stricto sensu", diz o vice-reitor Ricardo Ness, coordenador do programa na UFCA (instituição receptora).

Ricardo Ness assinala que a vocação da UFCA é a promoção do desenvolvimento regional sustentável, já estabelecida no seu planejamento estratégico e que, desde 2014, o DINTER foi aprovado pelo MEC. Ness diz também que o DINTER criará condições para que a UFCA abra seu doutorado em Desenvolvimento Regional  Sustentável no futuro. A coordenação é do professor Fabiano Toni, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (CDS).  Os professores da  UnB (instituição promotora) conduzirão o doutorado com aulas e orientações dos alunos selecionados. Confira o edital Nº 04/2015.


Dessalinização da água - João Pessoa discute tema na III Reunião de Acompanhamento da Execução do Programa Água Doce



Começou hoje (18), em João Pessoa a III Reunião de Acompanhamento da Execução do Programa Água Doce (PAD), que tem como tema Tema: Gestão dos sistemas de dessalinização do Programa Água Doce: os desafios da operação, manutenção e monitoramento de sistemas coletivos de abastecimento. A equipe técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), que trabalha no núcleo estadual do PAD, participa do encontro, que segue até a próxima sexta (20) e está acontecendo no auditório do Hotel Caiçara, em Tambaú.
O evento é uma realização do Ministério do Meio Ambiente e tem por objetivo o acompanhamento da execução dos convênios com os Estados envolvidos e o aprofundamento das discussões técnicas com vistas à implantação dos Sistemas de Dessalinização.
Entre os temas previstos para discussão estão: Cenários climáticos no Semiárido Brasileiro, Situação dos mananciais superficiais e dos reservatórios do Semiárido, Água Subterrânea no Nordeste Brasileiro. Também acontecerá um painel sobre “Os desafios da gestão dos sistemas coletivos de abastecimento de água”.
Sobre o convênio firmado entre o MMA e a Semarh, a Secretário Estadual do Meio Ambienet e dos Recursos Hídricos, Mairton França, ressalta que serão beneficiadas com água de qualidade mais de 60 mil pessoas, de 153 comunidades rurais. “O valor total do convênio é de R$ 19,9 milhões que serão investidos em duas partes. Nesta primeira fase estamos investindo R$ 11 milhões na implantação, recuperação e gestão de 68 dessalinizadores em 31 municípios” disse Mairton.
Participarão do encontro: Representantes do Governo Federal, Secretários de Estado e técnicos do dos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, órgãos federais, municipais, empresas contratadas e representantes de comunidades beneficiadas pelo Programa.
Os equipamentos atendem aos municípios, de acordo com o critério adotado pelo MMA que é o Índice de Condições de Acesso à Água (ICCA). Este índice leva em consideração os seguintes fatores: pluviometria, intensidade de pobreza, taxa de mortalidade infantil e o índice de desenvolvimento Humano (IDH).
PROGRAMA ÁGUA DOCE
O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal coordenada pelo 
Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil.
O objetivo do Programa é o estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização, atendendo prioritariamente as populações de baixa renda em comunidades difusas do semiárido.

Fonte: Ascom da SEMARH

Ceará: pobreza e desigualdade têm queda drástica em 10 anos

A taxa de crescimento da renda domiciliar per capita aumentou em todos os setores da população, sendo maior entre as parcelas mais pobres.

Nos últimos 10 anos, a desigualdade social e a pobreza foram reduzidas de forma drástica no Ceará, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), apresentada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), na tarde desta terça-feira (17). A renda domiciliar per capita também aumentou em todos os setores da população. O crescimento maior foi apresentado entre as parcelas mais pobres. Os 10% mais pobres, por exemplo, apresentaram um crescimento médio de 85,1% na renda, entre 2004 e 2014.

O percentual de pessoas abaixo da linha da pobreza no Ceará reduziu de 47,5%, em 2004, para 17,3%, em 2014, de acordo com o estudo, encabeçado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para avaliar a evolução da renda das famílias no Brasil. "A renda dos 10% mais pobres do Ceará cresceu graças a políticas públicas voltadas para pessoas mais carentes. De fato está acontecendo e a tendência é que essas políticas sejam mantidas", avalia o diretor do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará, Flávio Ataliba.

O percentual de pessoas abaixo da linha de extrema pobreza no Ceará caiu de 18,6% para 6,3%. A linha de extrema pobreza foi estabelecida, inicialmente, em R$ 70 per capita, em julho de 2010. O valor corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e PNAD corresponde a R$ 89 em setembro de 2014. Já o valor estabelecido para a linha da pobreza é igual ao dobro da linha de extrema pobreza (o dobro de R$ 89, ou seja R$ 178).

Segundo Flávio Ataliba, as políticas voltadas para distribuição de renda, estão entre os principais fatores para a melhoria de vida da população. "Em 2004, nós tínhamos 47,5% da população em situação de pobreza e este número reduziu para 17%, o que demostra que o Estado acertou a política pública para garantir a renda da população", afirmou.


Rendimento

O rendimento médio mensal real no Ceará aumentou de R$ 713, em 2004, para R$ 1.113, em 2014. Comparando o primeiro e o último ano, houve um ganho real de 56%. Já a renda domiciliar per capita (dividida por pessoa) média mensal no Ceará recebeu um incremento de 67% nesses 10 anos. Em 2004, era de R$ 369,5, chegando a R$ 619,3 em 2014. Considera-se real, os valores que determinam um mesmo poder de compra em períodos distintos comparados.

"A renda das famílias cearenses cresceu em média 67% nos últimos 10 anos em termos reais e felizmente o Estado do Ceará está no caminho certo das políticas públicas voltadas para as populações mais carentes", disse Flávio Ataliba.


RMF

A pobreza por renda per capita na Região Metropolitana de Fortaleza reduziu de 35,1%, em 2014, para 6,6% em 2014. Pelo mesmo parâmetro, a pobreza na zona urbana de todo o estado caiu drasticamente de 48,8% para 19,1%, enquanto a zona rural caiu de 68,9% para 34,1%.

O percentual de pessoas com renda domiciliar per capita abaixo da linha de extrema pobreza foi reduzida na RMF de 10,6%  para 1,9%. Em todo o Estado, a área urbana reduziu a extrema pobreza de 18,3% para 6,5%. Já a zona rural reduziu de 34,3% para 14% nesse período.


Fonte e foto: Governo do Estado do CE

Sema anuncia editais e recursos para auxiliar prefeituras


Com mais de 200 participantes de 93 municípios cearenses, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) realizaram nesta terça-feira (17/11), das 9 as 16h, o I Encontro de Gestores Municipais, no auditório João Frederico Ferreira Gomes, anexo da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

O secretário Artur Bruno, em sua fala de boas vindas, abordou as parcerias com transparência como fundamentais para a solução dos problemas. A ideia da gestão compartilhada foi a tônica. Ele também anunciou que a resolução sobre o licenciamento, que trata da descentralização de definição de impacto local já será apreciada na próxima quinta-feira, na reunião do Conselho Estadual do Meio Ambiente- Coema. O Secretário apresentou o portfólio da Sema. O superintendente da Semace, Ricardo Araújo, por sua vez, frisou os avanços do órgão quanto a desburocratização dos processos de licenciamentos.

Durante as apresentações das atribuições dos programas e projetos desenvolvidos pela Sema, o coordenador de Biodiversidade, Paulo de Tarso, avisou aos participantes do seminário que, no próximo ano, serão lançados dois editais de chamamento público. Um edital será para implantação de Unidades de Conservação Municipais e RPPNs, cujos prefeitos interessados terão acompanhamento técnico e jurídico da Sema, e o segundo envolve o florestamento e reflorestamento em Áreas de Preservação Permanente-APP, incluindo as nascentes e matas ciliares dos recursos hídricos existentes em Unidades de Conservação. A Sema inicialmente disponibilizará o total de R$1milhão, para projetos de até R$100 mil. Essa verba é proveniente de compensação ambiental.

O coordenador de educação ambiental, Ulisses Rolim, entre as diversas atividades, destacou o lançamento do projeto Escola-Parque, cujo objetivo é trabalhar com estudantes que visitam os parques, com atividades lúdicas, contações de histórias e aulas práticas de biologia. Num primeiro momento, o projeto piloto ocorre no Parque Botânico do Ceará e vai se estender para o Parque do Cocó, Sítio Fundão, no Crato, e Sítio Curió.

A coordenadora de Desenvolvimento Sustentável, Viviane Monte e o representante da secretaria das Cidades, Alberto Castro, apresentaram a boa notícia, de que as duas secretarias irão auxiliar os municípios na confecção do Plano Integrado de Resíduos Sólidos. Também foi destacada a experiência do projeto Comares, que envolve os municípios Beberibe, Cascavel e Pindoretama.

A Semace também fez a sua apresentação no tocante ao licenciamento, monitoramento e fiscalização, com os técnicos Tiago Bessa, Lincoln Davi e Djalma Lima. Ao final, os participantes dividiram-se em grupos técnicos e tiraram as dúvidas com os respectivos gestores ambientais.

Fonte: Ascom da Sema