Total de visualizações de página

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Prefeitura de Fortaleza realiza Seminários e Oficina de revisão e atualização do Plano de Gestão Integrada da Orla


A Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), os seminários e a oficina de revisão e atualização do Plano de Gestão Integrada da Orla do Município de Fortaleza (PGI). A programação acontece entre os dias 10 e 18 de janeiro. Dentre as temáticas abordadas teremos a apresentação do PGI de 2006, a fundamentação do Projeto Orla e da Gestão Costeira e Patrimonial.
Os eventos têm como objetivo promover o diagnóstico, a classificação, a delimitação da orla e estabelecer seus possíveis cenários e os perfis de interesse para o Município, por meio do reconhecimento das características naturais, dos tipos de uso e de ocupação existentes.
Os seminários seguem a metodologia do Manual de Gestão Projeto Orla, sendo uma das estratégias para montagem do Plano e inclusão da participação da sociedade.
Por meio de oficinas, reuniões, seminários, trabalhos de campo e articulações institucionais e sociais, serão construídos conjuntamente com a sociedade civil as caracterizações e diagnósticos das dinâmicas que estabelecem a paisagem atual da orla, com seus desafios e potenciais, traçando propostas de ações para o fortalecimento da gestão integrada.
O Projeto de Integração da Orla Marítima é uma ação promovida pelo Governo Federal, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Secretaria do Patrimônio da União (SPU), que tem por princípio básico empregar as diretrizes que preveem o disciplinamento de uso e ocupação da orla marítima.
Fortaleza está entre os 17 municípios pertencentes ao litoral cearense que aderiram ao Projeto Orla, possuindo seu plano já homologado pela Comissão Técnica Estadual. Isto permite a captação de recursos junto aos Ministérios da Integração Nacional e aos Ministérios do Meio Ambiente. 
As atividades desenvolvidas pelo Projeto Orla integram a revisão do Plano Diretor Participativo do Município de Fortaleza. Essa revisão terá como objetivo contemplar e considerar a nova cidade de Fortaleza, que surgiu nos últimos 10 anos, com toda a sua complexidade, desafios e potencialidades.

Programação dos Seminários e Oficina de revisão e atualização do Plano de Gestão Integrada da Orla

- 10/01 (quarta-feira)
Horário: 09 horas
Local: Cuca Barra
Endereço: Av. Leste-Oeste, 6417, Barra do Ceará

- 11/01 (quinta-feira)
Horário: 9h
Local: Praça dos Estressados
Endereço: Av. Beira-Mar, 3121, Meireles

- 16/01 (terça-feira)
Horário: 9h
Local: Colônia Z-8 de Pesca e Aquicultura de Fortaleza
Endereço: Av. César Cals, 130, Vicente Pinzon.

- 17/01 (quarta-feira)
Horário: 9h
Local: Escola Municipal Frei Tito de Alencar Lima
Endereço: Av. Dioguinho, 5927, Praia do Futuro II

- 18/01 (sexta-feira)
Horário: 9h
Local: Escola Municipal Professor Manuel Eduardo Pinheiro Campos
Endereço: Rua Miriú, 500, Sabiaguaba.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Seuma 

Sustentabilidade - Copagaz investe mais de R$ 5 milhões em ações ambientais e reduz emissões de CO2

A Copagaz, quinta maior distribuidora de GLP (popularmente conhecido como gás de cozinha) do país, apontou redução de 10,3% nas emissões de CO2 nos últimos cinco anos, como mostra seu Relatório de Sustentabilidade auditado pela BDO Auditores Independentes. Neste mesmo período, entre 2012 e 2016, houve também o investimento de mais de R$ 5,2 milhões de reais em projetos ambientais. “É verdade que tivemos um panorama bastante desafiador no Brasil, com um ambiente de negócios desfavorável a todos os setores da economia. Mesmo assim, mantivemos esforços e adotamos medidas assertivas para superar a crise e tornar nossa operação cada vez mais eficiente, segura e sustentável, não apenas sob o ponto de vista financeiro, mas principalmente social e ambientalmente responsável”, declara Ueze Zahran, presidente da Copagaz.

Outro fator positivo foi registrado no período, tendo a Copagaz, registrado, em 2016, o aumento do marketshare de 7,8% para 8,2% no segmento de distribuição de GLP no Brasil. De acordo com a empresa, isto comprova que adotar medidas benéficas ao meio ambiente auxilia no desenvolvimento de uma organização.

Como diretriz da companhia, a Copagaz tem como foco dar continuidade aos seus projetos, com acompanhamento constante de todas as áreas para garantir a eficiência de cada uma delas. Confira abaixo os resultados das ações ambientais obtidos nos últimos cinco anos.

Redução no consumo de energia elétrica

Nessas cinco décadas de acompanhamento, as 15 unidades de operação da Copagaz apresentaram redução no consumo de energia elétrica. Comparando o ano de 2012 com 2016, houve a redução de 13,23% no uso de energia elétrica nas filiais, sem qualquer alteração no processo produtivo. Isso representa a redução de 3.305,68 GJ*. Além disso, a conscientização dos colaboradores ajudou a empresa a economizar com ações simples, como apagar lâmpadas, desligar equipamentos elétricos e utilizar de maneira racional aparelhos como o ar condicionado.

*GJ é a sigla de unidade utilizada para quantificar o total da energia consumida durante um determinado período

Redução no consumo de água e reciclagem

Nesse mesmo período, a Copagaz também registrou a redução de 31% do consumo de água em todas as operações, o que representa uma economia de 20.970,30m³, mesmo com as novas expansões e melhorias em sua estrutura operacional, como a construção do gasoduto em Canoas (RS) e da nova filial em Ibirité (MG). Esse resultado se deu graças ao acompanhamento e continuidade nos projetos de conscientização de uso.
Houve também um aumento na quantidade de água reutilizada nas operações, que passou de 4% em 2012, para 36% em 2016. Além disso, ao longo dos cinco anos foi reaproveitado um total de 264,97m³ de água nas cabines de pintura. Seguindo essa mesma diretriz, o Programa Coleta Seletiva, reciclou mais de 1,2 toneladas de resíduos.

TI Verde

A empresa mantém uma parceria de compensação de COcom a Fundação SOS Mata Atlântica, por meio do Programa Floresta do Futuro, em que o plantio é rastreado e tem acompanhamento contínuo. A cada dez mil folhas impressas pela Copagaz, uma árvore é plantada. Iniciado em 2011, ao todo já foram plantadas 4.162 árvores. 

Roteirização de caminhões de autotanques

Desde 2012, o projeto de roteirização da frota própria e terceirizada de caminhões autotanques, apresentou a redução de 2% no total de emissões de gases de efeito estufa, o que representa 30 mil toneladas a menos de CO2. Além disso, graças ao novo sistema de roteirização de processo operacional, diminuiu a burocracia interna e agilizou o carregamento do caminhão, o que gerou uma economia de cerca de duas horas diárias a cada colaborador encarregado de fazer as entregas. O novo modelo de controle incrementou em 11,25% o volume de vendas e conseguiu ser mais eficiente sem precisar aumentar o número de veículos, pois permitiu que os clientes recebessem o gás com uma periodicidade definida e no momento desejado.

Aferição das frotas

Este processo realiza a aferição veicular das 15 filiais da empresa. Ao todo, foram realizadas 1693 aferições em cinco anos. Como resultado, a média de aprovação foi de 89% dos veículos.

Fonte: Virta Comunicação Corporativa 

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Brasília/DF - Brasil quer ser protagonista de uma nova maneira de se relacionar com a água

Cientistas, especialistas e líderes espirituais se reúnem em Brasília, em janeiro de 2018, para tratar do tema água sob visão ampliada e transdiciplinar

Desmatamento, redução dos níveis de chuva, desperdício de água, aumento exagerado do consumo hídrico. Diante da mais grave crise ambiental enfrentada pelo Brasil, o país tem a chance de ser o protagonista na criação de uma aliança global pela conservação e uso consciente da água no planeta. Esse é o objetivo do Águas pela Paz - II Seminário Nacional Água e Transdisciplinaridade, que será realizado em Brasília, no Museu Nacional da República, nos dias 11 e 12 de janeiro de 2018.
O seminário promove a discussão a respeito da sustentabilidade dos recursos hídricos do planeta, com participação de cientistas nacionais e internacionais, líderes espirituais, políticos, iniciativa privada, acadêmicos, artistas e sociedade civil.
O Águas pela Paz é um dos eventos preparatórios para o 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado, pela primeira vez, no Hemisfério Sul, em março de 2018, também na Capital Federal. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site do evento (aguaspelapaz.eco.br > Inscrições > Público).
As mesas de discussão reunirão palestrantes de áreas diversas para abordar o tema sob os aspectos científico, filosófico, artístico, simbólico e espiritual. A transdisciplinaridade no âmbito dos recursos hídricos também será explorada por meio de oficinas, práticas corporais e musicais. Além disso, os debates serão abertos para a participação do público.
O corpo técnico do evento contará com os cientistas Beverly Rubik, Ph.D. em Biofísica pela Universidade da Califórnia, e Harry Jabs, cientista e engenheiro do Institute for Frontier Science de Oakland, na Califórnia. No grupo de especialistas e ativistas estão Vera Catalão, professora e pesquisadora da Universidade de Brasília na área de Educação Ambiental e Ecologia Humana; André Lima, ambientalista, ativista e membro da Comissão de Sustentabilidade da OAB-DF; Moema Libera Viezzer, socióloga e consultora especializada em relações de gênero e meio ambiente; e Álvaro Tukano diretor do Memorial dos Povos Indígenas.
Para tratar da pauta espiritual, o evento contará com as presenças do mestre espiritual, líder humanitário e um dos idealizadores do seminário, Sri Prem Baba, que ministrará a palestra magna; Monge Sato, residente do Templo Shin Budista; Babalorisa Ogun Tòórikpe, fundador da comunidade religiosa Ilé Asé Opo Osogunlade; e Dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil.
A iniciativa é uma realização do Movimento Awaken LOVE – criado por Sri Prem Baba – em conjunto com o Centro Internacional de Água e Transdiciplinaridade (CIRAT). É uma parceria com a UNESCO no Brasil e conta ainda com a participação do Instituto Espinhaço, da Universidade da Paz (UniPaz), da Universidade de Brasília (UnB) e da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF).
O Seminário tem o patrocínio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), da Agência Nacional de Águas (ANA), da Fibra e de Furnas. Entre os apoiadores estão Ministério do Meio Ambiente, ONU Meio Ambiente, Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal, Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Programa Brasília Cidadã, Projeto Embaixada da Paz, Museu Nacional da República, Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal, Secretaria Adjunta de Relações Institucionais e Sociais, Secretaria da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais, ambas do GDF - e TV Brasil.
Ao final do evento, o documento “Carta Águas pela Paz” será apresentado como contribuição ao 8º Fórum Mundial da Água e ao Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA 2018).
Fórum Mundial da Água - Em março de 2018, o Hemisfério Sul receberá, pela primeira vez, o encontro mundial, na Capital Federal, Brasília-DF, com expectativa de reunir cerca de 40 mil representantes de 170 países. O evento ocorre a cada três anos e já passou por Daegu, na Coreia do Sul (2015); Marselha, na França (2012); Istambul, na Turquia (2009); Cidade do México, no México (2006); Kyoto, no Japão (2003); Haia, na Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997).

SERVIÇO
Águas pela Paz - II Seminário Internacional Água e Transdiciplinaridade
Data: 11 e 12 de janeiro de 2018
Local: Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul - Lote 2, Brasília-DF)
Inscrições: aguaspelapaz.eco.br
Informações: info@aguaspelapaz.eco.br
Entrada Franca


Fonte: Equipe Águas pela Paz

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Jornalismo ambiental no Ceará: o fim de mais um suplemento de notícias de meio ambiente


Mais uma triste e lamentável notícia para o jornalismo ambiental no estado do Ceará. Após 10 anos de sua existência, o Caderno O Estado Verde (OeV), de notícias de meio ambiente e sustentabilidade, finalizou suas atividades neste mês de dezembro. O suplemento foi idealizado e coordenado pela gestora ambiental e editora Tarcília Rego, profissional experiente e engajada no cenário ambiental do Estado, bem como no debate de questões afins repercutidas no mundo.

O OeV proporcionava visibilidade às demandas ambientais cearenses, consequentemente destacando e valorizando o estado do Ceará e o jornalismo ambiental cearense. Mas muitos podem se questionar sobre o que tudo isso significa. Simplesmente a inserção histórica do Ceará diante dos fenômenos e debates ocorridos em diversos segmentos. Explico. A temática ambiental existe concomitantemente aos aspectos que envolvem o crescimento populacional e suas consequências. Resumindo, as áreas de economia, política, cidades, saúde, cultura, esportes, dentre outras, estão diretamente associadas à temática ambiental. Desta forma, fica implícita a importância de iniciativas públicas e privadas em patrocinar suplementos como o OeV. 

Ainda sobre o caderno, vale destacar que, neste ano de 2017 tive a honra e o prazer de firmar parceria com a editoria, repercutindo a Coluna Eco News no projeto. Durante minha curta empreitada, a editora Tarcília Rego abriu mais um leque de oportunidade para a Eco News.

À Tarcília Rego, nossas congratulações pelo brilhante empenho frente à vertente do jornalismo ambiental no Ceará, através do OeV.     


quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Licenciamento ambiental - Prefeitura de Fortaleza lança novos produtos e apresenta resultados de ações e projetos


O Prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio apresentará, nesta quinta-feira (21/12), às 9 horas, no Centro Cultural Belchior, mais uma rodada de resultados relacionados às ações e projetos do Programa Fortaleza Competitiva, bem como lançará novos produtos que estimulam a economia local.

Na ocasião, Roberto Cláudio fará um balanço do pacote de medidas que envolve incentivos e regulamentações com a apresentação dos resultados da nova Luos e do Refis, ainda estão previstos o lançamento do Guia do Investidor e a sanção da Lei da Fração do Lote. Como parte dos Arranjos Públicos Privados será lançado o edital de Concessão dos Quiosques. 

Para ampliar o alcance do cidadão e desburocratizar os serviços ofertados pelo Município, serão lançados mais quatro novos produtos na plataforma do Sistema Fortaleza Online: Licença para Antenas; Isenção de Licença para Antenas; Licença Ambiental Simplificada para Atividades e a Renovação do Alvará de Construção. Como forma de impulsionar ainda mais o mercado de trabalho serão lançados o edital para Mulheres Empreendedoras e o Catálogo Online do Empreendedor.

Serviço
Divulgação dos resultados e lançamento de novos produtos do Programa Fortaleza Competitiva
Horário: 9 horas
Data: 21 de dezembro  
Local: Centro Cultural Belchior


Fonte: Assessoria de Imprensa da Seuma 

Sustentabilidade/CE - Projeto para indicação de voluntários no Ceará é lançado com apoio do terceiro setor

Um projeto que incentiva o voluntariado para as organizações sem fins lucrativos da cidade de Fortaleza, conectando voluntários engajados em causas sociais às vagas e demandas existentes nessas organizações. A Dialogus Consultoria, empresa especializada em Responsabilidade Social e Sustentabilidade, dá as dicas com o projeto “Integre-se”, inserindo pessoas numa causa social de acordo com seu perfil.
A iniciativa lançada nesta semana terá suas primeiras inserções já no início de janeiro de 2018. Assim, foi criada no site da Dialogus uma plataforma digital na qual o voluntário pode se cadastrar nas vagas que as instituições do Terceiro Setor informam para a empresa disponibilizar no site. Algumas instituições já adotaram o projeto, como Incor Criança, Movimento Saúde Mental Comunitária, Tapera das Artes, Associação Caatinga, Fundação Ana Lima, Caviver e Instituto Beatriz e Lauro Fiúza.
Com o apoio ao voluntariado, além de promover mudanças sociais positivas, a Dialogus Consultoria planeja fortalecer a participação da sociedade na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), inciativa que é formada por 17 objetivos que visam promover o desenvolvimento sustentável. O projeto já está cadastrando novas instituições para o ano 2018. A empresa faz a ponte entre o candidato e uma organização do Terceiro Setor na capital.
Os candidatos devem acessar o site www.dialogusconsultoria.com.br para efetuar seu cadastro e saber mais das vagas e organizações participantes do projeto. “Estamos dando um importante passo para a consolidação e disseminação do voluntariado no Brasil, unindo esforços pelo bem-estar daqueles que mais precisam de apoio e de resposta rápida dos diversos agentes da sociedade brasileira”, completa o diretor, Maiso Dias.

Fonte: Vicente Araujo Assessoria

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Sustentabilidade/Rio de Janeiro - Grupo O Botícário investe em loja com modelo mais sustentável

O Boticário apresenta um novo formato de loja que expressa sua grande aposta na evolução do varejo físico – a oferta de experiências para o consumidor. Inspirada em uma botica, como aquela que deu origem à marca há 40 anos, agora com códigos contemporâneos, a nova loja do BarraShopping (Rio de Janeiro) será a primeira do país neste modelo. A ideia da marca é que seu principal canal de vendas também conte para o consumidor as histórias mais emblemáticas do Boticário e revele a alquimia por trás do desenvolvimento dos seus produtos.

O novo modelo de loja traz importantes ganhos em termos de sustentabilidade. O mobiliário modular exige menos intervenções com obras civis, reduzindo consideravelmente a produção de resíduos. Seu projeto prevê menos uso de acrílico e a otimização das necessidades de aço, alumínio e chapas de MDF. Toda a madeira utilizada na loja tem certificação FSC e a iluminação é feita 100% em LED, projetada de forma a criar um ambiente mais aconchegante com mais economia. A redução do consumo energético pode chegar a 20%, em média.

Além disso, a nova loja será um laboratório para testes de materiais alternativos mais sustentáveis, como tintas e vidros criados a partir de material reciclado. “Já avançamos muito ao longo dos últimos anos. Mas a busca por uma operação mais sustentável é constante. As lojas são o nosso principal ponto de contato com o consumidor. Por isso, elas têm um papel fundamental nesse processo, não apenas para a marca, mas para a mobilização da sociedade como um todo.”

Parte do material de papel e plástico para visual merchandising também está sendo substituído por telas multimídia na unidade do BarraShopping. “Já vínhamos testando essas adaptações em outros pontos de venda. Na loja do Shopping Ibirapuera, em São Paulo, toda a comunicação é feita em painéis de LED. Esse é um modelo muito mais sustentável, que gera menos resíduos e diminui muito o trabalho operacional na renovação das campanhas”, diz Farber. “Não tenho dúvidas de que o futuro do varejo passa por questões como a redução dos impactos e desperdício. Estamos estudando formas de ampliar essa alternativa para nossa rede.”

O espaço para recebimento de embalagens vazias continua em destaque na nova loja. O Programa Boti Recicla, criado em 2006, é hoje um dos maiores do país para logística reversa, com quase 4 mil pontos de coleta (todas as lojas das marcas do Grupo Boticário).
Com exclusividade para esta loja, a marca lança também uma ecobag especial, criada a partir de material reciclado, que prometer se transformar em objeto de desejo.

Sobre O Boticário

O Boticário é uma empresa do Grupo Boticário. Inaugurada em 1977, em Curitiba (Paraná), tem hoje a maior rede franqueada de cosméticos do Brasil, com 3.750 pontos de vendas em cerca de 1750 cidades brasileiras e mais de 900 franqueados. Líder no mercado de perfumaria, segundo o Instituto Euromonitor, seus produtos têm preços acessíveis, sofisticação e tecnologia de ponta. São mais de 850 itens, entre maquiagem, perfumaria e cuidados pessoais, como cremes, protetores solares, loções, desodorantes, shampoos, sabonetes, entre outros.

Fonte: Relações Públicas do Boticário no Ceará, AD2M Engenharia de Comunicação.